Sexta-feira, 10 de Maio de 2013
por Luís Naves

Não se percebe muito bem a citação incluída neste post, em Da Literatura, de Eduardo Pitta. O deputado Sérgio Sousa Pinto está a dizer que as elites portuguesas são fraquinhas (concordo) ou que deixaram entrar o povo no parlamento?

De qualquer forma, a questão da qualidade das elites é pertinente e colocou-se em todas as crises nacionais, pelo que a alegada fragilidade do regime democrático parece ser uma deixa interessante.

Sobre a mesma entrevista, leia-se este texto de Pedro Picoito, em Declínio e Queda.

 

João Miranda é um dos raros exemplos de blogger lúcido e acutilante. Este post mostra isso mesmo.

Na polémica sobre as declarações de Fernando Ulrich, muito referida em opiniões anteriores do mesmo Blasfémias, não vi escrito o óbvio: a declaração de Ulrich corresponde à defesa da união bancária, cujo avanço a intenção europeia demonstra. Os contribuintes deixarem de salvar bancos é uma das condições da união bancária já aprovada em Conselho Europeu, não sendo compreensível a comoção de alguns autores.

 

Destaque ainda para excelente post de Maria Teixeira Alves, em Corta-Fitas. Subscrevo.

 

Sempre abrasiva e cáustica, Ana Cristina Leonardo levanta um problema importante, neste post, em Meditação na Pastelaria. A decisão europeia sobre sementes beneficia claramente as grandes multinacionais que produzem sementes transgénicas. Foi uma decisão contra a biodiversidade e contra a saúde dos europeus. Mas a esquerda nativa prefere discutir a cannabis.

 

E não posso deixar de referir que o nosso Pedro Correia escreveu este livro sobre o Acordo Ortográfico. É muito útil para se compreender o tema e, claro, muito crítico dos resultados práticos do acordo.

 


tiro de Luís Naves
tiro único | comentar | gosto pois!

1 comentário:
De Pedro Correia a 13 de Maio de 2013 às 12:15
Obrigado pela referência, Luís. Um abraço.


comentar tiro

Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds