Sexta-feira, 23 de Março de 2012
por João Gomes de Almeida

Portugal sempre foi um país próspero em abusos policiais. Não o adianta negar. As nossas forças policiais têm o rei na barriga e no dia-a-dia gostam de dar provas mais do que evidentes disso. Como se não bastasse, os nossos polícias são na esmagadora maioria profissionais com pouca formação, pouca cultura e com uma necessidade imensa de demonstrar a sua autoridade. Poderia ser este um problema menor, caso isto acontecesse apenas nas camadas mais baixas da graduação policial. No entanto, a julgar pelos comunicados da PSP emitidos hoje - onde se desresponsabilizam os polícias agressores e se criticam os jornalistas que "não ficaram atrás das barreiras policiais" - este parece ser um problema transversal, que afecta também as chefias.

Urge que alguém tome medidas e resolva estes problemas de abuso e violência - que tão mal fazem à imagem do país - através de sanções disciplinares exemplares, para que casos como este não se repitam. 

As imagens dos polícias agressores existem e estão por todo lado. Resta às chefias policiais (e ao poder político) identificar os agentes agressores e puni-los, saneando-os da PSP. Trata-se de um assunto de segurança do estado e de liberdade de imprensa. E neste caso terão que rolar cabeças.


tiro de João Gomes de Almeida
tiro único | comentar | ver comentários (10) | gosto pois!


Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds