Quinta-feira, 25 de Julho de 2013
por Alexandre Poço

No governo, em 2011, o PS negociou e colocou no memorando de entendimento a privatização dos CTT (ponto 3.31 do memorando). Hoje, ao fim de dois anos, o governo aprovou, em Conselho de Ministros, o processo de privatização dos CTT. De imediato, o Partido Socialista manifestou-se contra a privatização, afirmando que esta "lesa os interesses nacionais". Se o discurso é inovador, parece vindo do PCP ou da CGTP, a atitude é coerente. Coerente com o comportamento que o PS adoptou nos últimos 2 anos nas relações com a troika - que chamou - e com o memorando - que negociou, assinou e ainda, propagandeou. 


tiro de Alexandre Poço
tiro único | comentar | gosto pois!

Quarta-feira, 19 de Setembro de 2012
por jfd

Os mais recentes desenvolvimentos na privatização da TAP estão a deixar os pilotos preocupados. Para estes trabalhadores, que reclamam ter direito a uma participação no capital da transportadora aérea, as desistências do grupo IAG e da colombiana Avianca Taoa mostram que a companhia nacional "tem mais problemas do que aqueles que são dados a conhecer aos portugueses". Restam três investidores na corrida à compra da TAP, que o Governo quer fechar este ano.


tiro de jfd
tiro único | comentar | ver comentários (1) | gosto pois!

Sábado, 25 de Agosto de 2012
por Rui C Pinto

 

A RTP, depois da Constituição, é a maior vaca sagrada do regime. O Fernando Mendes e o Malato agradecem, certamente.


tiro de Rui C Pinto
tiro único | comentar | ver comentários (1) | gosto pois!

Sexta-feira, 24 de Agosto de 2012
por Rodrigo Saraiva

Parece que a RTP2 tem audiências perto dos 90% e nenhum método captava este fenómeno de audiências.


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | ver comentários (1) | gosto pois!

por Rodrigo Saraiva

Comercialização da água engarrafada para a posse do estado. Bem como a preservação do território envolvente.


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

por Rodrigo Saraiva

Concessionar? Um escândalo. Amanhã manifestação para devolução da gestão do café da praia ao estado.


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

por Rodrigo Saraiva

Vão começar a defender a nacionalização da VIMECA e SCOTTURB?


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | gosto pois!

Sexta-feira, 3 de Agosto de 2012
por jfd
E foi aprovada em CM a privatização da nossa empresa de aviação de bandeira:

O Conselho de Ministros aprovou a operação de reprivatização da TAP Transportes Aéreos Portugueses, S.A., (TAP) através da reprivatização do capital social da TAP - Transportes Aéreos Portugueses, SGPS, S.A. (TAP - SGPS, S.A.).

Neste processo de reprivatização está em causa uma empresa que apresenta forte ligação ao país, ligação essa que importa manter, afigurando-se por isso relevante privilegiar a manutenção do seu pendor característico enquanto "companhia bandeira".
Esta operação, ao incidir sobre o capital social da própria sociedade gestora de participações sociais do Grupo TAP, assenta numa estratégia integrada de alienação, que se considera especialmente adequada a potenciar a maximização do valor da TAP.

O modelo adotado para esta operação de reprivatização visa potenciar a participação e o investimento de um ou mais interessados que venham a tornar-se acionistas de referência no capital social da TAP - SGPS, S.A.

O processo de reprivatização do capital social da TAP - SGPS, S.A., integra duas fases:

- A reprivatização, constituída por uma ou mais operações de aumento de capital da TAP- SGPS, S.A., a subscrever por um ou mais investidores, bem como pela alienação de ações representativas do capital social da TAP - SGPS, S.A., a um ou mais investidores;

- A reprivatização constituída por uma oferta pública de venda de ações representativas do capital social da TAP - SGPS, S.A.
As operações previstas nas duas fases podem ser efetuadas total ou parcialmente, numa ou mais vezes, simultaneamente ou em momento anterior ou posterior entre si.

As operações realizadas no âmbito da fase de reprivatização referida em primeiro lugar seguem a modalidade de venda direta a um ou mais investidores que, em resultado da mesma, venham a tornar-se acionistas de referência da TAP- SGPS, S.A..

A fase de reprivatização referida em segundo lugar realiza-se mediante oferta pública de venda de ações representativas do capital social da TAP - SGPS, S.A., reservadas para aquisição por parte dos trabalhadores.


tiro de jfd
tiro único | comentar | ver comentários (1) | gosto pois!

Sexta-feira, 27 de Julho de 2012
por Alexandre Poço

Andam por aí algumas almas a dizer que o governo não devia ter vendido o Pavilhão Atlântico, pois o mesmo dava lucro. Ora, como nestas coisas a matemática não engana - só para quem prefere enganar os outros - vejamos:

 

Preço de custo do pavilhão (investimento inicial) - 50 milhões de euros

Rentabilidade - 200 mil euros/ano

 

Como todos podem constatar, era lucro até dizer chega. 


tiro de Alexandre Poço
tiro único | comentar | ver comentários (6) | gosto pois!

Sexta-feira, 16 de Março de 2012
por Judite França


tiro de Judite França
tiro único | comentar | gosto pois!

Quarta-feira, 30 de Novembro de 2011
por jfd

Há quem deseje por essa Europa fora que a TAP leve uma paralítica e fique bem debilitada e pronta para ser tomada por um gigante qualquer.

Ora os senhores pilotos que insistem numa greve ridícula e completamente desalinhada com a realidade são peões, sabendo-o ou não, de algo que ultrapassa as suas vil pretensões. Mais sérios terão sido os que, legitimamente e recentemente largaram Portugal e a companhia que os formou e os levou ao colo por mais alguns milhares no Médio Oriente. É Legitimo, repito. Mas por cá não considero nada legítimo que pilotos estejam a lutar por direitos adquiridos e por uma fatia de uma privatização que ainda por cima querem sem passivo. Prefiro os mercenários assumidos na Qatar ou Emirates que estes sensatos patriotas...

Deus nos livre que a greve vá avante. Vejam-se os resultados da luta cega na Quantas, que recentemente apenas prejudicou a companhia e colocou em perigo o futuro emprego de quem reclamou.

Aqui querem prejudicar milhares de passageiros e ainda por cima colegas, estando claramente no topo da cadeia naquela empresa.

Façam-me o favor de ter juízo e pensar num futuro de longo prazo.


tiro de jfd
tiro único | comentar | ver comentários (1) | gosto pois!

Quinta-feira, 27 de Outubro de 2011
por Fernando Moreira de Sá

Em toda esta novela da privatização da RTP existe uma coisa que ainda não compreendi.

 

Eu tenho uma empresa que se dedica a um determinado negócio. O meu vizinho lançou uma empresa no mesmo ramo de negócio. O mercado passou a ser dividido por dois. Entretanto, outro vizinho decidiu dedicar-se ao mesmo negócio e criou uma empresa. E assim sucessivamente. Hoje, como ontem, no meu ramo de negócio existem inúmeras empresas e o mercado não cresceu, infelizmente, na mesma proporção.

 

Nunca me passou pela cabeça pressionar este, ou qualquer outro Governo a criar leis de limitação do meu mercado. Por acaso era bestial! Sempre tinha o mercado na mão e podia dedicar-me, sei lá, ao golfe.

 

Por isso, alguém me sabe responder de que se queixa o Dr. Balsemão? Do mercado livre? Da concorrência?

 

Principalmente, o Dr. Balsemão. Reparem, a Impresa é uma excelente empresa de comunicação social. No mercado dos semanários é imbatível. Porquê? Por ter o semanário largamente preferido dos portugueses. Existe concorrência? Existe. O mercado é livre? É. Então, o que aconteceu? Simples, o Expresso é o preferido e, por isso mesmo, já viu morrer o Semanário, o Independente, o Liberal, entre outros e até o Sol não conseguiu nem consegue fazer grande mossa ao Expresso. A SIC Notícias é quase imbatível. Motivos? Os mesmos. Já a Visão continua a liderar mesmo com a concorrência forte da Sábado (a Focus não faz grande mossa). Existem mais exemplos.

 

Sinceramente, não consigo compreender o medo do Dr. Balsemão. Será que não acredita na sua SIC e nos seus profissionais? Ou será que é, apenas e tão só, uma questão pessoal. Tão pessoal que até está a cegar aquele que é, de longe, a grande figura empresarial da Comunicação Social portuguesa dos últimos 40 anos?


tiro de Fernando Moreira de Sá
tiro único | comentar | ver comentários (10) | gosto pois!

Quinta-feira, 8 de Setembro de 2011
por Rodrigo Saraiva

Se TAP for comprada por brasileiros (e não tenho qualquer problema com isso) será uma grande ironia, tendo em conta que o grande contributo para prejuízos vem do Brasil (não dos voos, mas da empresa Manutenção).


tiro de Rodrigo Saraiva
tiro único | comentar | ver comentários (3) | gosto pois!


Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
10 comentários
1 comentário
1 comentário
1 comentário
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds