Terça-feira, 21 de Agosto de 2012
por jfd

 

Estamos prestes a assistir às convenções dos dois maiores partidos políticos dos EUA. Aproveito a oportunidade para deixar aqui em jeito de recomendação que vejam os 6 episódios desta minissérie.

Basta que voltemos atrás no tempo. Que nos recordemos de Bill Clinton, da sua mulher e dos conhecidos casos daquele. Sendo esse vagamente o plot, basta juntar ingredientes sumarentos muitos mais próximos de 2012 - do que as distantes indiscrições do Presidente Clinton - et voilá! Bem escrita, bem interpretada; é uma série sobre a Casa Branca, Washington, os corredores do poder, a política internacional, a ambição e o jornalismo em declínio.

Uma nova forma de feminismo, um cenário alternativo de uma realidade que elegeu Obama, mas que na ficção viu uma Hillary tomar as rédeas contra o seu parceiro em 2012. Interessante, empolgante e com todos os elementos necessários para o sucesso de audiências.

Sigourney Weaver está excelente como Secretária de Estado, bem longe de Aliens, Macacos e afins. Ciarán Hinds mimetiza um Bill Clinton que fará parte do imaginário colectivo de muitos aficionados do género.

Esta mescla de West Wing com telenovela não foi bem recebida; o político até agora, na ficção, apenas o foi sem muito alarido. Dependência, alcoolismo, perturbações alimentares, sexualidade - nunca fizeram parte da receita. Agora foi diferente.

Aqui o jfd ficou satisfeito.

Comprovem (se possível)!

 

tags: , ,

tiro de jfd
tiro único | comentar | gosto pois!

Segunda-feira, 6 de Agosto de 2012
por Judite França

É o meu novo vício. Ao fim de dois episódios apenas, as personagens têm densidade, são suficientemente complexas e completas para as querer acompanhar (hoje sai o 7.º episódio nos EUA).

Os diálogos são geniais, ou não fossem de Aron Sorkin («Homens do Presidente», «Studio 60 on the Sunset Strip»), e os atores entram na perfeição no papel. Os mais jovens, e menos conhecidos, provam que são uma excelente aposta.

 


E, claro, apesar de tudo - e o tudo quer dizer muita coisa sobre o jornalismo,    a política, as audiências, a diferença entre EUA e Portugal, o estado do cabo lá e cá, etc, etc -, o tema interessa-me, particularmente.


Claro que há outras séries imperdíveis, mas este é o vício mais recente. Ciclicamente há séries que me deixam agarrada ao ecrã. Já estava a precisar de uma.


tiro de Judite França
tiro único | comentar | ver comentários (7) | gosto pois!

Sábado, 16 de Junho de 2012
por jfd

 

Sim, leram bem. A série com que muitos de nós crescemos está de volta. De 1978 a 1991 esteve no ar. E depois, com milhares de horas de repetições, com certeza que vos tocou a todos.

Pouco tenho a dizer sobre a estreia de duas horas. Apenas que a vejam e que formem a vossa opinião. Há gostos para tudo. Um dos meus é a televisão. As séries e a forma como captam e transformam a vida em entretenimento. Umas vezes tendem para o exagero e o ridículo, outras para o extremamente minimalista e isto só falando do realismo. Vamos ver o que esta temporada renascida nos reserva e se terá pelo menos metade da esperança de vida da anterior incursão. Não sou adepto de spoilers nem de escrever sobre plots. Quem quiser que veja. Quem não quiser fica a saber que existe.

 


tiro de jfd
tiro único | comentar | gosto pois!

Sexta-feira, 27 de Abril de 2012
por jfd

E como hoje é sexta-feira vamos lá falar daquilo que mais gosto a seguir a outras tantas coisas de que também gosto. Televisão. Em americano sou um coach potato ;) E como falar de política a toda a hora pode enfadar a audiência, aqui vai algo diferente :)

Estreou Veep. Uma série cómica sobre a Vice-presidente dos EUA satirizada por Julia Louis-Dreyfus que já foi Elaine e depois Christina. É interessante e quase me atreveria a dizer que esta é a filha de Homens do Presidente com Spin City. É deveras exagerada a forma como é caracterizada a figura da Veep que, na política americana pouco mais é que o presidente do senado e um corpo presente para certas ocasiões.

Passa a série toda a pergunta se o POTUS já ligou, sendo que este parece que nunca lhe há de ligar!

Recomendo que se veja quando e onde possível!

Scandal é uma espécia de K Street dramatizada. É um drama que retrata como uma elite de advogados e outros especialistas encaixam e tratam de situações complicadas de grandes e poderosos de Washington antes de as mesmas sequer chegarem às mãos do Ministério Público. É genial como a realidade está retratada e me lembra vários livros escritos pelos diversos insiders de ex-administrações que vão ganhando a vida contando segredos. Recomendo vivamente pois a história é interessantíssima. Os enredos são dramáticos e até mexem com o nosso imaginário colectivo do caso Bill - Mónica. Este pode ser um primo distante do tio The Good Wife que casou com os Sopranos, mas também posso estar a exagerar. 

tags: ,

tiro de jfd
tiro único | comentar | ver comentários (2) | gosto pois!


Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
7 comentários
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds