Quinta-feira, 24 de Maio de 2012
por Sónia Ferreira

Mais um ano no Concurso Mundial de Bruxelas e novamente a nossa produção vinícola foi premiada. Aos vinhos portugueses couberam 297 medalhas: 10 Grandes Medalhas de Ouro, 93 Medalhas de Ouro e 194 Medalhas de Prata.

tags:

tiro de Sónia Ferreira
tiro único | comentar | ver comentários (1) | gosto pois!

Quarta-feira, 23 de Maio de 2012
por jfd

Adega de Borba distinguida com 11 medalhas no Reino Unido

Os vinhos da Adega de Borba foram galardoados com onze medalhas em três dos mais prestigiantes concursos do Reino Unido: Decanter World Wine Awards 2012, International Wine and Spirits Competition 2012 e International Wine Challenge 2012. Para além das onze medalhas, de prata e bronze, a Adega de Borba recebeu ainda quatro menções honrosas nos mesmos certames.

 

Fonte:upnews.com

tags:

tiro de jfd
tiro único | comentar | ver comentários (2) | gosto pois!

Sexta-feira, 9 de Março de 2012
por José Aguiar

 

A solidariedade vínica é coisa séria. Tão séria que até já tenho um amigo de copos que ao pé de mim nunca os bebeu! Uma espécie de pen friend da enofilia, com correspondência trocada na caixa de comentários de um post. Pois bem, Luís Serpa, meu caro: compreensivo com a míngua de sumo de uva em que sofridamente vive, ontem mesmo brindei intimamente à sua saúde.

Pois então: Casa dos Zagalos reserva07, "vinho da semana" no Magano em Campo de Ourique. Um vinho alentejano, raçudo e vivaço (longe das verdadeiras compotas de frutos silvestres em que se tornaram alguns tintos alentejanos).

À mesa éramos cinco e garrafas foram duas. Tudo muito contido, portanto (a foto ilustra a primeira).

As botelhas de Zagalos maridaram maravilhosamente com i) uma Senhora Sopa de Cação (não há sopa de cação como no Magano), ii) umas tenríssimas lulinhas fritas com alho e coentros e iii) uns gostosíssimos lombinhos de porco de preto fritos à portuguesa.

Vá aguçando o apetite e a sede que o bom deste país ainda há de cá estar no seu regresso. É que ele há coisas que nem uma dúzia de troikas conseguem mudar.

tags:

tiro de José Aguiar
tiro único | comentar | ver comentários (4) | gosto pois!

Quarta-feira, 7 de Março de 2012
por José Aguiar

Poupando-os ao Adega de Borba de faz hoje oito dias; não partilhando o Inevitável e o Alorna Touriga Nacional & Cabernet Sauvignon da passada quinta-feira por não saber da fotografia; e, ainda, não publicando nada sobre o Burmester 09 por estar sem nariz e boca quando o bebi no Sábado, que é como quem diz sem olfacto e paladar, aqui fica o last weekly wine:

 

Existências simples, sóbrias e contidas dos últimos dias. Destas todas, o que dizer? O Meandro é um segunda linha honesto do Meão, menos um euro e meio e seria um dos campeões do preço/qualidade deste país. O Esporão reserva é um clássico, um bom vinho que é igual a si mesmo todos os anos (não é fácil fazer um bom vinho sempre igual); o Duas Quintas reserva, edição de 2008, é um vinho à séria, embora a meu ver não aguente muito mais em garrafa, já está redondinho e aveludado, não ganha potencial nenhum e está au point. O Ázeo, cuidado com ele(!), que temos Vinho(!), assim mesmo com letra grande e exclamações. Profundo, com uma cor linda, espelha bem no sabor as virtudes da terra de onde vem. O Churchill’s Touriga Nacional puxa à casta no sabor, mas não é particularmente floral no nariz (esperava um furinho a mais deste vinho, até porque há pouco tempo bebi uma gémea desta e tenho a sensação de ter ficado com melhor impressão. Mas talvez tenha sido dominada pelo Ázeo que a antecedeu).

 

 

 Sexta-Feira

 

Ontem (foto tirada hoje, manhã cedo)

 

PS - Apesar da seca que perdura, domingo, segunda e hoje fizeram-se a água, o que comprova a sabedoria da velha máxima popular, "o que é mau para o ambiente, pode ser bom para a saúde".

tags:

tiro de José Aguiar
tiro único | comentar | ver comentários (8) | gosto pois!

Terça-feira, 28 de Fevereiro de 2012
por José Aguiar

 

Se fosse gente, este vinho entraria para a faculdade no próximo semestre e estaria agora a inscrever-se no código para tirar a carta de condução. Bebido no ano décimo oitavo da sua existência, este Sancerre (oferta generosa do Senhor C. que o tinha esquecido na garrafeira), ontem por mim levado e consumido em casa do meu primo J., mais parecia um riesling alsaciano evoluído do que um sauvignon blanc. Apetrolado e glicérico, os anos de esquecimento transformaram-no num vinho decadente, de impressionante cor dourada, guloso e outonal.

 

Emparelhou magnificamente com um simples paté à laia de aperitivo e, repousando para dar lugar a um tinto intermédio do Paulo Laureano que acompanhou o prato principal, revelou-se saborosíssimo como fim de refeição, a pretexto de sobremesa. Vinda de França em tenra idade para Portugal, esta garrafa passou  a infância e a adolescência queda e ignorada no breu. Sacrificada ao atingir a maioridade, dela já não reza a história. Fica pois, in memoriam, o retrato de mais uma boa surpresa vínica que passou.

tags:

tiro de José Aguiar
tiro único | comentar | gosto pois!

Sexta-feira, 11 de Novembro de 2011
por João Espinho
foto: joão espinho

 

Vai à adega e prova o vinho.


tiro de João Espinho
tiro único | comentar | ver comentários (1) | gosto pois!


Regimento
outras cavalarias
tiros recentes
tiros mais comentados
cofre
tags
Arregimentados
Subscrever feeds